quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Saudades

Saudades
Não tem hora pra apertar
Vontade
De ouvir tua voz

Saudades
do aconchego do teu colo
Vontade
Da tua pele, sorriso e olhos

Aquela que me faz pensar
Mais que querer mudar
acreditar que posso melhorar
Perceber tantas coisas...

Meu horror é pensar que não fui
é pensar que não serei
um crime que dolo em mim
teu amor

Saudades
do teu beijo doce ardente
Saudades
do teu jeito dócil carente
tão pseudo-inoscente
Culpada! encantadoramente

Saudades
da tua segurança
da tua alegria
da rabujancia - quando fica estressadinha!

Vontade
de te abraçar
de sentir tua pele
sentir teus cabelos
e te ter no meu peito
entregue em teu seio
um louvor por inteiro...

Saudades de ti
De ouvi-la rir
Saudades demais
De contigo rir
Saudades que tenho
até do que não vivi
daquilo que eu quis.
Leonardo Misseno Justino

sábado, 19 de dezembro de 2009

Correspondente... (Insensível)

Sei lá o que acontece
com o meu coração
Que meu coração
Me trai

Sei lá o que sinto
Razão da emoção
que me falta compaixão
quando a vejo chorar

Quando a vejo sofrer
E me foge a condolência
achar que é displicência
Me enfurecer


Tão infantil...
Achar bobeira
Algo que a toca
Não me faz sentido

Inda que faça pra ela...
Mesmo sua doença
em minha indiferença
me sinto insensível

Me pedindo ajuda...
Me causa agonia!
Me pede alegria
Que eu não tinha...

E ridicularizo
Fora de mim, impreciso
E fico confuso, arisco
Nem contenho o riso

Tão desprezível...
Com ela...
Tão insensível...
quanto ela.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Tatuagem

Então vem você
Feito uma droga
Me embebe em encantos
Feitiços que me ardem em desejos

Seu corpo nú e pequeno
Na palma das mãos
Na noite o sereno
O frio e o tesão
Calor entre as peles
Me diz: Porque não?

Tatuagem de coração
Faz caminho em direção
estes simbolos de paixão
precedem a perdição

Então, porque não?
Entregar-se à paixão
Se só uma noite
for tantas outras
quanto quiser
entramos em ação

Vento frio batendo no rosto
E as mãos quentes deslizam
No corpo, deslizam nos vãos
Do corpo, nos beijos
que a alma me tragam e vão profundos
e vai!
dizendo que não...
dizendo que não.
Leonardo Misseno Justino

Desabafo (bom seria se o titulo fosse "carta de suicidio" pq parece até, haha... não leia se quiser guardar algum respeito por mim. Fica a dica. Bjos

Desabafo (bom seria se o titulo fosse "carta de suicidio" pq parece até, haha... não leia se quiser guardar algum respeito por mim. Fica a dica. Bjos


Axl Rose ta cantando pra caraleo. E eu não tenho curtido muita coisa. Eu não tenho conseguido dormir cedo, mais. Eu invento algo pra fazer, sempre, q vai de ouvir podcast a escrever musica, ou editar vídeo, ou baixar vídeos...

Esses dias estive ouvindo o podcast “Maquina do Tempo”. Estou ouvindo agora neste momento em que escrevo alias, podcast sobre Legião Urbana... Renato Russo. Maquina do Tempo é um podcast especializado em musicas, e fiquei ouvindo ae essas duas horas e meia de programa falando sobre a carreira e ouvindo musicas maravilhosas da banda. RR foi um gênio, é fato. Saber das curiosidades sobre a banda que eu ainda não havia conhecido foi bem legal pra mim, também. Definitivamente... eu estou bastante emocionado.

Há motivos sentimentais nisso tudo também... Depois de um dia inteiro dormindo, tive um ensaio um tanto broxante com a banda e então voltei pra casa para dormir por mais umas duas horas. Não que .... CACETE... QUE PAIS É ESSE AO VIVO COM LETRAS ALTERADAS! E que letra! Morri, preciso achar! Vou por pra download aqui! ... heuheuh... pois é, estou ouvindo enquanto escrevo. (RR doidão, falando merda e zoando durante a musica xDDD)

Bem, ontem 12/12 foi aniversário do meu irmão... e demorei a dar os parabéns, que ainda foram bem indiretos... sério... me sinto envergonhado de não poder fazer nada de especial pra ele. Quando penso nele e no jeito extrovertido e livre dele ser... Ele é tudo que não sou e ainda assim sofre. Eu fico pensando nessas pessoas que não são como eu... eu sou assim difícil, as vezes melancólico, vejo-me fazer tanta merda e vejo minha sorte ser tão ruim... mas eu acho que por tudo isso sou tão mais forte... Eu vejo os problemas do meu irmão... eu sou um bosta, isso é bem claro. Meus problemas eu penso penso penso, e acho que eu mereço, sabe? Só que pessoas tão lúcidas... não merecem certas coisas. E isso dói... pra caramba... me ver tão insignificante incapaz de dar ao meu irmão felicidade. Porque eu não sinto felicidade... não nesse momento. E isso contagia huhauhuaha esse mal... e esse sorriso irônico que faço ao escrever como se alguém pudesse me ver... deus? Esse incomodo no meu ombro... Essas pessoas... parecem tão frágeis. Eu queria ter o dom de protegê-lo...

E nos devaneios dessa madrugada, agora já de manhã... pensei em muitas coisas e em muitas delas estava uma pessoa que num dado instante pareceu ter vindo pra mudar minha vida. Mal, hein... RR acabou de me dizer que nós temos que mudar nós mesmos. Que isso ajuda pra caraleo ahauhah Não devemos esperar que alguém nos mude... é fraqueza. E se eu... tão forte, sou incapaz de não cometer isso... essa espera... que dirá os outros?

A primeira vez que madruguei assim foi conversando com aquela menina. Uma noite inteira e a conversa fluía! Fantasticamente, como nunca foi com ninguém antes! Haah... engraçado pensar que pro resto do mundo isso é tão comum... como eu sou deslumbrado... e como tive poucas experiências se foi então pra achar que aquela foi a melhor de todas e a mais digna. Num ano em que nada havia sido tão bom... pelo contrario... E aquilo parecia um sinal que depois de 6 anos de viradas de ano melancólicas, “sozinho” em meu espírito de porco mal resolvido... teria achado uma luz... e que viraria esse ano de 2009 feliz com a maior e mais linda mudança da minha vida... com alguém especial ao lado.

Durante todo esse ano eu estive atrás de uma garota que... talvez eu esteja enganado. Mas é o que ela me demonstra... Alguém que me menospreza. E essa pessoa é meio doente, convenhamos, vive em brigas com o namorado... coisa comum de casal, nem devia me meter. É que definitivamente essas coisas me fazem concluir que eu tenho culpa! HAUHAUHAU! Tenho culpa do que vivo. Só é frustrante vc querer ser querido por alguém e tentar ser legal e só tomar chutes... que são defensivos. Sim, para que eu não confunda tudo! Como sempre faço. Sou ridículo.

Eu me odeio, é fato. Não sei se é força isso que me previne do suicídio. Ou se é na verdade a minha fraqueza, que conclui que no final não sou mais forte que essas pessoas diferentes de mim, mas tão fraco que não sou capaz de dar um fim a minha incapacidade. Essa vida de merda que fiz pra mim. Culpa minha.

Pedir desculpas... eu fazia isso, a menina chegou a pedir que eu parece! MAS NÃO DA! DROGA! Eu sou culpado! CULPADO! Por toda essa merda na minha cabeça. E eu preciso de ajuda. Eu preciso ter o que quero... eu sou egoísta... eu sou um monstros... Eu não tenho vida... Eu não valorizo meus amigos. E olha... eu queria morrer. Não valorizo tudo que tenho na minha vida... Minha mãe dedica, meu irmão sempre ali pra me cuidar, minha casa onde morar, o estudo que não dei a devida atenção mas sempre esteve ali... Essas coisas... a sorte de conhecer o Raphael pra então viver um pouco de musica... Mas... até ele mudou. Foda-se se ele virou um emo de bosta. Ele ta feliz. Aquele falso... ele ta feliz e cheio de amigos, e coragem, e mulheres, e dinheiro, e faculdade... E eu o invejo. Serio. Não uma inveja ruim de quem quer que o outro caia... uma inveja feliz e triste por perceber o como tudo que eu faço é uma tremenda cagada. Como eu falho miseravelmente em tentar ser digno. Não sou... nem especial... se capaz, me privo... por inércia... incapaz por medo de fazer mudar. Porque preciso de um motivo. E isso é ridículo... Eu sinto que escolho sempre errado... e no erro me privo. Porque até quando na escolha errada, erro em escolher parar de errar, porque de repente o erro era o certo.... e eu fiz o que?! INOCENTE?! Burro, otario, desprovido... é isso que sou.

Porque ficar pensando num garota com um namorado e amigos tão especiais? Eu não sou nada comparado a toda essa gente. Não que eu ... talvez.... eu queira ser especial pra quem eu acho especial. Mais especial. Queria... Sabe onde estou? De cuecas na frente de um computador, no meu quarto, com roupas espalhadas na cama ao lado para serem passadas dobradas e guardadas... E a outra cama vazia, onde eu devia estar dormindo. Eu fico puto comigo...

Eu perdi alguém muito especial porque enlouqueci. E queria tanto agradecer por aqueles momento felizes que tive por causa dela... Mas nem foram momentos de amor não. Foram momentos de sentir que eu tinha algo a oferecer. Só isso. Não tive um caso de amor daqueles de dias escondidos, e beijos e tudo o mais. Fiquei com ela uma vez... eu quis mais, mas não houve. E quando eu penso nas situações, foi culpa MINHA que não soube administrar as chances. Olha, eu não culpo ninguém por isso, pois é tudo culpa minha. Minha culpa... as outras pessoas são especiais o bastante e fizeram o certo. Só isso. Eu prossigo no erro tentando acertar... E é isso que eu vivo.

QUE DOR NAS COSTAS! QUE DOR NO CORAÇÂO! QUE DOR NA CABEÇA! E na alma... E saudade, e a vontade, e a consciência dizendo que eu devia dormir. Eu queria ter uma esperança de futuro. Só. O que eu tenho são duvidas, algumas metas pifeas, e mais duvidas afogadas em pensamentos negativos. E aquele mantra “eu sou um lixo”.

Não sei mais o que escrevo... acho que tem mto mais a por pra fora alem disso, e que disse muita coisa da forma errada. Porque sou tão confuso que as vezes até eu não me entendo.

O que me faz lembrar que durante as divagações, pensei nela como um objeto, depois como uma vilã, até concluir que era a mais sã da historia ao se afastar de mim. Como todos os sensatos fazem. E eu faço... eu morro assim...

Chega de poesias e poemas e musicas e cartas e falácias... que eu sempre faço. Eu fico La escrevendo cartas a mão tentando explicar o que sinto. Jurando amor e fingindo que ha planos se ela estiver comigo. Seria tão mais fácil se eu tivesse certeza de tudo aquilo. A única certeza que tenho é de precisar sentir-me feliz. E depois que ela me fez deslocar meu eixo da mocinha por quem sofri durante quase um ano, para ela me fazendo sentir ALGUEM... é difícil não admira-la... e sofrer por não poder te-la... porque... ia a querer bem mais... do que como amigo. Que é como eu minto que quero que seja, para ela.

Esse poema resume o sentimento descrito:

O amor está perdido

Não há mais o que esperar

E não posso ser amigo

Em perigo iria estar

Pois pra efeito do prestigio

Esconderia minha paixão

E escondendo o que sinto

Perderia minha razão

Tórres louco, enlouquecido!

Esmagaste o coração

Da donzela, da princesa

Só por odio, iração

Se tua alma tomar cauto

E o meu caos tu perdoar

Entenda, existe um perigo

Que tu corres em me encontrar

Amor cego e maldito,

Quer meus olhos arrancar?

Pois pra tudo que olho, fungindo

Vejo ela se formar.


Chega por hoje de escritos. Quero uma transa, é serio. Estou meio doido agora. Ah, que me faz lembrar! EU SURTEI! UMAS VEZES! SIM! SURtEeeI! De gritar e bater a cabeça na parede! Faz tempo... provas de que sou doido... Mas depois de tudo eu recai! Pq esse texto é um surto! Surtei de novo ao estar contando tudo isso! Eu sou um merda! Vou viver PRA SEMPRE sozinho. Por ser covarde demais pra dar um fim na minha vida.


Você vai me dizer que meu problema é que reclamo demais e não faço nada... Que me faço de vitima! Em resumo... AUhauhUAH! Se depois de ler isso tudo foi o que você concluiu, né? Eu sou um idiota, mesmo. Obrigado pela atenção.


Abraços.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Alegoria



Canal de Nathalie Okano: http://www.youtube.com/user/nathbassx3
Canal de Barbara Marques: http://www.youtube.com/user/bezinhama...

Velhos e Usados Oficial: http://www.velhoseusados.com/

===================================

Letra:

Não vou mais voltar atrás
Pra te dizer aquilo que nos faz
Viver tudo outra vez
Lembrando velhos textos de jornal

Válida a verdade de que tudo foi
História que escorreu pelas mãos
Mas haverá refrão a cada riso em vão
Dissimulando todo o fim

Minha alegoria de carnaval
Que vem e volta
Aquela nostalgia de cartão postal
A cidade, a casa, o rádio e o cobertor
Só encenam outra cena velha
Num cenário incolor

Se alguém vai voltar atrás
Não sei dizer se aquilo tudo vai
Fazer jus ao que passou
Nos novos, velhos dias
Eu não sei

Foi na intenção de quem quer viver
O sonho de quem crê na ilusão
E vai ser feliz por levar em si
O estrago da contradição

Minha alegoria de carnaval
Que vem e volta
Aquela nostalgia de cartão postal
A cidade, a casa, o rádio e o cobertor
Só encenam outra cena velha
Num cenário incolor

Diego Marx, Xande Bursztyn e Beto Mejía

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Cupido sarrista

Menina, cê sabe que vou te fazer mal
De onde vem essa sua vontade de me ter?
Será que se eu correspondesse
Seria assim mesmo com você?

Que droga de sentimento teu é este?
Porque vem causar dilema em meu dia?
Provocar minha cabeça
Causar-me fadiga?

Porque ter sentimento assim por mim
Gosta de alguem e quer que corresponda
E é logo a mim?

Que flecha cega é esta que meu cupido atira?
Que me vejo em iguais situações malditas
De paixões que tenho e não são correspondidas

Me doi demais saber o que te causo, querida
Por empatia! mas não é culpa sua, nem minha
É do cupido que quis atazanar minha vida
Pisotear-me num sapateado sarrista

Como a um trapo sujo de limpar os pés
Quis te usar, essa praga, e confundir
Um coração puro e sincero
Que merecia é ser feliz

Menina, eu posso ser teu, já desisti
Mas pense bem! Vou te fazer mal.
E eu não vou ser feliz.
Leonardo Misseno Justino

O Mar e o Derrotado (Netuno)

Sempre ouvi tua canção, colosso onírico,
Teus contos de monstros, de sonhos,
Teus medos e urros insanos,
Teus versos, tristes, ufanos,
Banhados em sangue puritano
Por teu corpo satírico.

Me esqueci nesta hora do encanto
Efêmero de caminhar
Pelas tuas águas senis, pelo teu banhar,
Perdido em teu canto, sem me preocupar.

Tive medo, un instante, de me machucar,
De me perder, talvez morrer,
Em teu azul, Grande Mar.
Naquela noite amargurada
Em que fiquei a esperar
No porto, teu canto meu ouvido ruminar
Ou que trouxesses um adeus de quem resolveste levar,
Tu me esquecestes, sozinho, a amar.

Seu eterno ouvinte
Torna-se agora pedinte,
Quis morrer por tanto me rebaixar,
Quero sentir o que tu sentes,
Zerar o insípido placar.
Mas tu não te importas com ninguém
E fez lavar a Terra por teu próprio bem
Sem te importar com nossa sorte ou azar.

Leonardo Misseno, Yuri Anibal & Vitor Lanna

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

La la la ♫

Eu nunca disse
Que é errado se aventurar
Que é maluquice
Dizer o que se quer falar

O que é real pra mim
De repente não é pra voce
Tudo bem
Nessas horas a gente discute
e fica tudo ok

Mas quatro horas
Outro dia, talvez, jantar
Um lugar legal quero ver
Com amigos, quem sabe, me entreter

A noite segue
E não negue
Pensamento tão ingenuo
como é o meu

Mas quem consegue viver
se não quiser sonhar?
não se pode parar

Leve, segue, chute, mude
Cuide, regue a flor com amor
E veja a sua dor passar

Quero, levo, rezo, e confesso
O mundo pode ser melhor
Basta a gente querer mudar.
Leonardo Misseno Justino

domingo, 29 de novembro de 2009

Venda um sorriso

Venda uma imagem
Que não é real
Sua dor é exagerada
Você não está tão mal

Elas vão embora
Porque você não merece
Nada
Nada disso te enobrece

Dignificado seja
O maluco que é maluco e aceita
Em sua armadura de amargura
Você se isola e deita

Sentir-se amado é muito bom
Mas saiba que nunca será
amado por quem amar
E sofrerá

Merecidamente
Não fez nada por si
Por não se amar
nem terá quem te seguir

Inconformado
Maltratando os chegados
Porque é tão malvado?
Deixa de ser ingrato!

Declarações gratuitas
Não funcionam mais
Convencer pessoas
De que as satisfaz

O problema em tudo
é ser disso incapaz
Sentir-se um burro
Nada de mais...

Perder quem antes
Ligou pra você
Sem querer
E por querer

Gente
porque se importou muito
e gente
porque não se deixou importar

E no final...
Aqueles que você criou valor
Riam de você
Um louco, tolo, sofredor

Essa cama, essas lagrimas
Esse texto e esse drama
Só faz chorar
E a vontade de acabar

Aqueles falsos
Mentindo pra se dar bem
Felizes eles
Você também...

Ou nem é...
E no final das contas
O mais triste de todos
é você

Os outros fingem dores
Raiva de sei lá o que
E raiva de si mesmo
Só você...

Joga fora essa merda de coração
E dá a chance a outro, meu irmão!

Tantos rezam pra ter a vida que você tem
E o que você fez?
Motivos pra quê?
Feliz seria tu, um sem "Porquê"

Nem é...

domingo, 22 de novembro de 2009

O tempo

Esse poema deve ter um ano ou pouco menos e achei enquanto vasculhava meu armario. Então resolvi transcrevê-lo. De um tempo que eu não estava de saco cheio de minha própria melancolia.


O Tempo

Pára tempo
Não pára!
Parou
Me abandonou

Isso faz mal
Eu sei que faz
Sinto-me tal
Vejo-me mau

Beijo-me qual
bem queria
E nada eu tinha
Lá no final

Tempo,
corre tempo!
Tempo, meu bem
Tempo sem sal

Que eu sinto sono
Que eu devo dormir
Que eu tenho um sonho
Que eu quero esquecer

O que eu tive
Eu não mais terei
Pois não se vive
uma outra vez

Onde eu estive?
Quem é Stevie?
Ah, quem estou?
Quando é Moscou?

E na selva,
Gritos na reuva
dos animais civilizados
muito mais que a humanindade...

Morra!
Já passou da idade
E está tarde
o tempo não passou

Onde está o tempo?
O tempo está aqui
Não se move,
não passa

Ah!
Eu quero me mandar!
Vem me buscar!
Vem me salvar!

Mas não! não venha
Me esquece, é melhor
Pra mim, pra você
Pra todos

O tempo quer assim
E assim será
E não pense em mim
Me deixe esperar.
Leonardo Misseno Justino

Falta

Esse medo de te perder
me faz dizer e desdizer
as verdades do querer
por eu te querer
por perto
mais que tudo
crendo que é único caminho
certo.

Leonardo Misseno Justino

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Policial é gente?

REPASSANDO...



DESABAFO DE UM FAMILIAR DE POLICIAIS QUERENDO JUSTIÇA! Policial tem vida? Qual a natureza jurídica do policial? Ele tem direitos?

Nos últimos dias, morreram dois policiais civis.
Nos últimos 06 meses, policiais militares que se interpuseram entre a sociedade e o tráfico de drogas na Zona Norte foram assassinados. Os policiais que perseguiram o ladrão de bancos conhecido como Balengo foram, juntamente com seus familiares, ameaçados de morte. Na última sexta feira, o GARRA desencadeou uma ação para capturar os matadores de um dos policiais. Investigadores, escrivães, agentes, carcereiros e delegados, de férias, de folga, abriram mão da convivência da sua família para prender o assassino do colega.
Nenhuma palavra dos direitos humanos, nota ridícula da Globo, que preferiu dar destaque à prisão dos chamados higlanders. Muitas pessoas ligaram à Bandeirantes reclamando que a polícia estava sendo abusiva, que a operação prejudicava o trânsito, que a operação atrapalhava suas vidas. A Record criticou o fato veladamente, ora batendo, ora soprando, mas não deixou de apresentar uma crítica ao GARRA.
Quando o casal Nardoni foi investigado, por quase 30 dias, o Brasil acompanhou uma novela. Ruas foram fechadas, inserções no horário nobre alterando o padrão Global, interditram-se ruas, avenidas, IML, a delegacia trabalhou apenas nisso!! No caso da menina Eloá, foram 100 horas em que famílias não puderam retornar aos seus lares. Isso mesmo, foi necessário a interdição de vários apartamentos.
No caso do sequestro do menino Ives, do empresário Beltrão, Abílio Diniz, dos repórteres da TV Globo, do homicídio de Tim Lopes, a polícia trabalhou horas sem interrupção. Tenho amigos que não puderam nem ir para
casa. Em todos esses casos não houve reclamação.
Por isso pergunto: Policial é gente? Policial é humano?
Tenho um filho e a esposa na polícia. Tenho incontáveis amigos que quero como um irmão na polícia. Tenho diversos amigos na polícia.Tudo isso me machuca, me ofende.
No seu CPP de 2000, Nucci defendia que contra o policial sempre cabia prisão preventiva, posição retirada, mas nunca corrigida, pois nunca apresentou o policial como ser humano credor de direitos humanos.
Em julgado recente, o STF, em pleno direito penal do autor, decidiu que o policial deve sempre ficar preso, pois sua missão é defender a sociedade e, quando age de forma diferente, deve permancer preso. E o direito à presunção de inicência que concedeu ao padre pedófilo, cujo HC terminou por julgar inconstitucional a vedação de progressão de regime? E o jornalista Pimenta das Neves? O médico Farah, que picotou sua vítima. E OS JUÍZES QUE VENDERAM SENTENÇAS E FORAM APOSENTADOS COM VENCIMENTOS INTEGRAIS, ou já se esqueceram de Vicente Leal?
Por tudo isso, pergunto: policial é gente? Será que vem da sociedade?
Trabalhei muito tempo em hospital para saber que médico não cobra de médico, que engenheiro não cobra de engenheiro e, como advogado, não cobro de advogados. Não se trata de corporativismo, mas de companheirismo.
Há um velho ditado que diz: " na hora da dificuldade o ser humano roga a Deus e clama pela polícia. Passada esta, esquece-se de Deus e amaldiçoa a polícia.
É verdade. A nossa imprensa, pequena e comezinha, ainda está presa a dogmas do jornalismo do século 19. A única norma constitucional que os jornalistas conhecem é a liberdade de expressão. Qualquer atividade, como a proibição da divulgação de grampos ilegias, fere a liberdade de expressão, ainda que para exercê-la humilhem e massacrem pessoas que depois se descobrem inocentes.
Em "Questão de Honra", Tom Cruise, um advogado militar, pergunta a sua colega por que ela se importava tanto com os sentinelas processados, ao que ela responde: "porque quando deito, durmo sossegada, sabendo que eles estão vigilantes e que, naquela noite, nada vai me acontecer".
Estou encaminhando este e-mail para três jornalistas que, no meu ponto de vista, são cabeças pensantes e não meros vendedores de noticias: Bárbara Gancia, Salomão e Heródoto Barbeiro. Nada contra os demais, nada a favor também. Enviarei também ao STF. Os senhores, adicionados à minha lista, de alguma forma mantém relacionamento com a polícia, seja civil, seja militar. Alguns já são policiais. Ou nos manifestemos, ou seremos sempre (não sou policial, mas minha família é, assim me sinto ofendido por eles) cidadãos de segunda classe, como foram os negros por 400 anos.
Abraços, e que Deus proteja, para quem acredita nele, os nossos policiais e, para quem não acredita, boa sorte!!

SE VOCÊ PUDER FAZER COMO EU, ENCAMINHE ESTE DESABAFO A TODAS AS PESSOAS DA SUA LISTA. COMO VOCÊ SABE, EU TRABALHO NO MEIO E CREIO QUE ESTAVA MAIS DO QUE NA HORA DE ALGUÉM GRITAR!!!

""Quem poupa o Lobo, sacrifica a ovelha""

E-mail repassado à policiais e familiares e agora à população. Respondam, Policial também não é gente?

Mensagem Original de Juvenal da Silva.
(juvenal1234@itelefonica.com.br)

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

A Lagrima do Palhaço

A vida é um show
homens fazem seu papel
Feito em um circo
Hoje eu me divirto

Rindo da ilusão
Um palco de egoismo e emoção
O climax, um momento de dor
Iludidos, alguns chamam de amor

Perseguindo superar o 'impossivel'
Atrevido, o homem foi evoluindo
No sorriso taciturno do menino
Há, faceira, uma lagrima caindo

Na plateia, as crianças todas riem
Da desgraça do palhaço sobre o palco
A sociedade ensina a rir desde menino
De quem chora, de quem perde, do estrago

E se as palavras são tão duras ou sinceras
Me perdoem estas gentis donzelas
E suas morais circences e vendadas
Suas caras mascaras, simpatia falsa

Mas, mesmo eu, rio muito de toda essa palhaçada
A vida do homem sobre a corda equilibrada
Presos todos em suas pequenas jaulas
De angustias e duvidas; de almas sufocadas

E num lapso de humanidade que se exalta
O pirofagista no seu truque comete uma falha
Põe fogo na lona ressecada
Torna em pranto libertario as agustiadas risadas.
Leonardo Misseno Justino

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Boa noite

O escuro da noite
Me veio à noite
Dizer que a noite não era clara
Que era escura, não necessariamente fria
Mas era como a palavra...

Essa noite me presenteou com algumas risadas
Seu fim soturno me ofereceu algumas lagrimas
Uma impressão comigo das coisas
Que antes disso eu não realizava

O escuro da noite veio me dizer, então
Que não existe solidão
pros que acreditam na noite
Que existia paixão

Veio o escuro, entao
Apagar meu coração
Com coisas que queria ouvir
Com mentiras cutucando a cicatriz

As verdades em meu peito
Que nao me impeçam agora
De ser de verdade quem sou
Enganado e feliz

E ter "Boa noite"...
Quando ela me diz.
Leonardo Misseno Justino

Desapercebido

De repente alguem gostou de você
Voce fingiu nao perceber
Em todas as opções tentou perder
E daquela foi se esquecer

De repente tava certo
Assim devia ser
De repente o errado
Dava mais prazer

Entre tantas emoções
Possibilidades de canções
Entre tantas escolhas
Tantas outras, tantas todas

De repente se viu só
E daquele amor que era pra ser
Já não restava nem o pó
Se fez questão de esquecer

Já não valia mais sofrer
Desistiu de se iludir com você
Foi nessa hora, sem porque
Que decidistes perceber?

Ah... que dor enorme que me dá
Pensar nos corações partidos
Dessas historias sobre amar

Ah... a tristeza insiste em machucar
Essas coisas não param
De me atormentar...
Leonardo Misseno Justino

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

[Musica] Não vou te amar

Eu não sei por quanto tempo mais vai ser assim
Tantas farsas e mentiras pra fugir de mim
Outra vez não quero entender seu coração
Já deixei a hipocrisia de pedir perdão

Olha quem brinca com fogo pode se ‘molhar’
Essa noite do seu jogo vim participar
Quando usamos um do outro para ter prazer
Nosso “amor” é baseado em luxo e poder

Você... some de casa sem dizer
Você... nunca decide se vai ficar!

Suor em corpos nus a se envenenar
Numa dança espetacular
Deixando o fulgor da noite os levar
Pra nunca se amar

Quando o fogo nessa noite passa a queimar
Isso não vai bastar!
E eu não vou te amar...
2. XXX! (2x)

Algumas vezes já pensei
“vou fazer o que for preciso pra te esquecer ou ganhar seu amor”
O incomodo tão cômodo te ver aqui
Um incomodo saber que você vai partir

Eu sei... todas as vezes pra disfarçar
Fingi...que nunca fiz o que fiz por te amar

Depois...que essa noite acabar
Os corpos nus irão se separar

E você vai partir
E se você fugir
O que vai ser de mim?

Suor em corpos nus a se envenenar
Numa dança espetacular
Deixando o fulgor da noite os levar
1. XXX! / 2. Os gatos ‘brigam’ ao luar

Quando o fogo nessa noite passa a queimar
1. Isso não vai bastar! / 2. No inferno a bailar
Baby, não vou te amar... (2x)

2. Não vou te amar! (4x)
Leonardo Misseno Justino

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Com quem eu posso contar?

De repente me sinto um só...

Na moral... estou sendo dramatico... passa...

Com quem eu posso contar?

De repente eu notei de novo o quanto sou ingenuo...

Porque sou repreendido quando faço algo que senti lá no fundo que devia fazer? Porque minhas atitudes são sempre as piores possiveis aos olhos alheios? Eu só queria fazer meu melhor...

Eu queria um pouco de respeito. Queria conquista-lo... eu não sei se sou digno de respeito. Ajo com minha estranha alcunha heróica, mas quem sou eu? Querendo passar de certo e justo... tão certo de que quero o certo... De repente parece que ao tentar ser, não sou justo. Traio a mim mesmo.

Eu tenho certeza de que fiz o certo... mas porquê as pessoas nunca estão do meu lado? Nem as que penso poder contar.... isso me machuca, me lembra daquele dia horrivel, daquela faca, e daquelas palavras...

Sejamos francos... estou indo contra mim de novo. É errado esperar retribuição por coisas feitas pelo nosso ideal... Eu sou um maldito idealista tolo. Meu medo é ser assim e morrer solitário. Deixei de sonhar por isso... pra querer ser heroi

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Pipoca

Cheiro de pipoca
quando sinto este cheiro
lembro de você...

Por que é a desculpa que tenho
pra poder te ver
e tentar outra vez
ter chance de dizer
que queria demais
ficar, beijar, amar você

porque o cinema é só desculpa
pro que eu quero com ti ter
uma noite toda em claro
ofegantes de prazer

porque eu só queria
é estar perto de você
sentir tua pele nua
te descobrir e acender

porque eu quero ter você
estar, somente, sem porquê
sou tão criança pra algumas coisas,
pra outras um adulto chato e clichê...

Mas, definitivamente
O calor justifica o que se sente
O amor que diga pela gente
No cinema, em casa, na cama quente
a pipoca faz barulho diferente
Meu amor, sinto febre, estou doente
Por favor, quero ser teu confidente.

Leonardo Misseno Justino

Poesia

Fazer poesia é:
complicar sentimentos fáceis;
mentir em rimas ágeis;
bailar de letras mil paisagens!

Fazer poesia é:
Criar cenários;
Fingir o canto dos canários;
Ser tão na cara de tão falso,
só que fingindo não notar de fato!

Dizer calado, em alguns versos
todo o nada que não se sente...
Inventando, recontando, eloquente,
o poeta aumenta e mente

Ser sincero não agrada à gente...

O publico de mente
'Aliens', inconcientes!
Fracos e desplicentes
Decorações em frangalhos...
De crapulas, de cadentes.
Leonardo Misseno Justino

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Não sei

Isto não vai soar como musica
porquê eu não sei cantar
Isto não é uma canção
eu não sei tocar

Isto não é mais um poema
eu não sei rimar
E não é mais desabafo,
pois não sei me expressar

Isto não é uma conversa,
já não sei falar
Nem um devaneio
desaprendi a imaginar

Não é mais um projeto
esqueci o que é criar!
Não é um desejo
não sei o que pensar

Não é o que devia ser
e não sei como explicar.
Não é eu e você...
eu não sei amar.
Leonardo Misseno Justino

Você ama, mas...

Não é o tempo inteiro que você ama quem você ama. Há intervalos, pausas, preguiças. Às vezes você passa um tempo sem amar quem você ama. Mas basta um perigo, uma doença, um assédio para você despertar para o seu amor, como de uma cochilada.

Nada a ver com desinteresse. Às vezes quem você ama faz alguma coisa que não é legal, que mexe com você, como uma palavra num tom errado, mas é coisa pequena, não vale a pena cobrar. Fica aquela preguiça, corpo mole. Beija, mas não é aquele beijo.

Outras vezes você acha que o seu amor falhou com você. Ou porque se esqueceu do seu aniversário, ou porque não ligou o dia inteiro, ou porque ligou o dia inteiro, ou porque passa tempo demais na internet, ou com fones nos ouvidos, desligado de você. Então você se permite um tempo para descansar um pouco do seu amor. Acha que está dando mais do que recebendo, e com isso tem deixado de fazer coisas, suas coisas. Aproveita o tempo para responder a e-mails acumulados, enviar fotos que ficou devendo, lavar o carro, copiar a chave perdida, levar o cão para um banho e tosa, pagar uma visita, levar aquele sapato para o conserto, talvez pedalar no parque. É gostoso esse tempo em que você não ama quem você ama, é quase como um fim de semana prolongado, sem viajar.

Tem horas em que você não se lembra de que está amando quem você ama, com tanta coisa para fazer disputando espaço na sua cabeça: trabalho, vestibular, currículo, entrevista, negócio, mãe, prestação vencida, filho, escola, compromissos, trânsito – e se distrai. Nessas horas você não está amando quem você ama. Não são falhas, são intervalos.

Chega um dia em que você precisa receber mais atenção de quem você ama, está carente, hipersensível, e não recebe. Em resposta, você dá uma recuada. Ou tem dia em que você está muito a fim e não coincide, e aí você recolhe a mão curiosa. Ou quer carinho e a mão não chega. Você vai para dentro da sua concha e deixa de amar quem você ama por um tempo variável de minutos a dias.

Pode acontecer uma vacilada. Não é que você não esteja mais amando quem você ama, é só um vacilo. Por exemplo, encontra casualmente uma paquera dos tempos de faculdade, ou uma paixão do colégio, aquela coisa que não chegou a ser, e alonga a conversa, fica testando se a outra parte desencanou total como você ou se guardou alguma coisa, é mais vaidade do que curiosidade, você fica tentando captar algum sinal, nem sabe se teria coragem, e nada acontece, e se despedem, e você passa uns dias com aquela imagem voltando... – e nos momentos dessa inquietação nostálgica você não está se lembrando de que ama mesmo é quem você ama.

Chuva, quando se está só, também deixa a gente precisando. Em caso de viagem, chega a doer, e você percebe que é saudade de abraço, da coisa física que é o abraço, impessoal de tão abraço. Nesse momento animal você nem está amando quem você ama, aquela coisa é só você, solidão.

É exaustivo manter a corda do amor esticada o tempo todo, e você descansa o braço para relaxar. Não é desamor, é uma pausa para beber água – mas já pensou se aquela bandida ou aquele bandido passa numa hora frágil dessas? São coisas que acontecem ao longo de um amor, e o momento passa sem bandidos, que apenas riscam a paisagem e somem como pássaros.

Quando você dorme, você não ama. É o melhor descanso. E quando sonha, então? Pode até permitir carícias de fantasmas, mas não é você que está ali, é tudo uma fantasia da qual quem ama retorna sem culpa.

Não é sempre que você ama quem você ama, mas, quando se dá conta, já passou uma vida inteira amando quem você ama.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Pensamento

Penso que pensar é uma doença,
não uma dadiva.
Que razão é uma praga
que nos desarma.
Que a empatia é um demonio
travando sua mágica.
E a poesia simbolo pro nada
como pro nazismo a suástica.

Essa poesia que eu uso
Essa poesia que me usa
As lembranças malditas de que abusa
Rindo do destino, uma piada fajuta
Concluo que a vida é uma luta!
Que raio de luta... um pedido de ajuda...
Leonardo Misseno Justino

Silêncio

Am
Ah... eu queria tanto lhe dizer
F
num momento poder responder
G E
Mas o silêncio me corrompeu

Am
Ah... eu queria tanto saber
F
as espostas saber teus porques
G E
mas o silencio me corrompeu


F
Ahh! Mas se as horas não vão mais passar
G
Os segundo querem seu lugar
Am
Por favor, não aguento esperar

F
Ahh! Quantas dores passando em vão
G
Pela ira de um só coração
Am
Que não soube amar...

Am
Ah... eu queria tanto lhe dizer
F
num momento poder responder
G E
Mas o silêncio me corrompeu

Am
Ah... eu queria tanto saber
F
as espostas saber teus porques
G E
mas o silencio me corrompeu

F
Ahh! Mas se as horas não perdem lugar
G
Os segundos não querem passar
Am
Por favor, não me faça chorar

F
Ahh! Quantas dores passando em vão
G
Pela ira de um só coração
Am
Que não soube amar um irmão

F
E eu vou cantar pra ver
E
quem vai me escutar

Am
A vida passa
G
Passam segundos
E
Passam as horas
D
Passou o mundo

F E Em
E eu... fiquei...

domingo, 30 de agosto de 2009

Reunião tensa

sábado, 29 de agosto de 2009

Adeus

Cansado de andar
Resolvi que era hora de voltar
Ir pra casa e te encontrar,
Passar horas sem pensar

O mundo mudou sem eu reparar
Cade você pra me cuidar?
Tudo em casa tão confuso
Porta aberta, ruídos mudos
Janelas fechadas em quarto escuro
Antes o nosso... agora, jaz...

Não que eu queira esquecer das palavras que disse
Das consequencias advindas
ou das horas perdidas

Mas existiu algo bom
No fundo do coração
Vou lembrar de ti
Ao lembrar de mim.
Leonardo Misseno Justino

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Vida, Musica e Sociedade

O mundo da musica é um comércio. Quando você escolhe ser musico, você quer viver disso e pra viver a gente precisa de dinheiro. Estamos numa sociedade capitalista, afinal. Porém, existe toda uma questão de caráter aqui que eu queria observar, que às vezes as pessoas esquecem ou querem ignorar. A sociedade, em si, é um amontoado de pessoas querendo se dar bem, com raras exceções daquela gente que ainda pensa no bem alheio, até levar pancadas o bastante pra se revoltar e mandar tudo pra “puta que o pariu”. E então essas pessoas são malucas, estão em desacordo com as regras e o padrão de ordem e progresso que move a civilização. Engraçado ver todas essas pessoas “normais” criticarem a mesquinhez dos homens, enquanto a praticam incansavelmente. Se nós, humanos, tivéssemos noção de como somos hipócritas...

Hipocrisia é a palavra chave da sobrevivência em sociedade. Melhor se dá aquele que sabe mentir bem, que sabe gesticular e interpretas mais personagens, assim agradando ou aliciando o maior número de pessoas, com as quais pode jogar com mais facilidade, comparsas no jogo da vida para garantir seu bem. É claro que isso só dá certo pra quem tem bens pelos quais trocar; favores. No jogo da sociedade, as moedas que move as peças no tabuleiro não são apenas aquelas físicas, que movem bancos, o comércio e bolsas econômicas. Mas a moeda dos favores, que são tão ou mais importantes que o capital em si. A “moeda dos favores” vai ainda mais fundo, no psicológico das pessoas pois, definitivamente, dependemos disso. É a peça fundamental que move todas as jogadas da vida nos negócios, na guerra e no amor. Enfim, essa é a imagem mais pura e clara que se pode ter das regras do jogo da sociedade. Por bem ou por mal, não passamos de cães famintos lutando por seu alimento. Existe um bem ainda, já que a vida em sociedade é realmente uma troca de favores mutua e não existiria de outra forma, então parabéns aos que tem jogo de cintura para se mantém bem, no ranking das relações publicas e pessoais. O mal está em se fazer isso sem sentimento real, só pensando no produto da troca, usando de todas as armas a disposição para nos criar sua falsa bolha de harmonia, e vivenciar uma fantasia de conforto que vai ser apenas outra ferramenta de compra, venda e troca em sua trama de jogador. Nesses casos, a ultima cosia que existe na cena é harmonia real.

A harmonia que nós vivemos não passa de um produto da troca de favores. Você me dá o que eu quero pra justificar minhas falhas e medos, e me dar prazer; e eu te retribuo com algo que queira ou tenha sabor/efeito, de momento, equivalente. Pode ser dinheiro.
Não que não haja sinceridade. Há em todos a necessidade da válvula de escape. Há de verdade aqueles que são sensíveis, carentes e emotivos; aqueles que são bondosos, generosos e amigos; aqueles que são alegres e gostam de alegrar, e os que ajudam, e os que amam... Mas há os que manipulam, os que estão apenas atrás do prazer momentâneo que resulta de suas ações. Bem que não duram tanto estas mascaras, e isso é o que vemos no fiel espelho rachado que reflete a sociedade. Porém alguns duram o bastante para causar o caos desejado e produzir os frutos almejados pelo seu inquisidor. Vemos assim relações se quebrarem como correntes carcomidas pela ferrugem, ou cordas sob as traças, plantações infestadas de pestes. Se não, vemos plantações vividas e frutíferas de árvores de plástico e resina, falsas e frias, cujo orvalho é de cristal e não mata a sede - ele rasga a garganta e as víceras dos que não tomam cuidado e arriscam-se com ele.

Essa é a sociedade. Cabe a quem ainda acredita no bem, defender seu ponto de vista, fazer o que gosta e ser idealista. Pois assim será feliz de verdade, ainda que sob a chuva incessante dos tiros que vem das armas das infelizes mascaradas.

Por fim, o mercado da musica é um mercado. Como o mercado dos computadores, ou o mercado dos livros, e das poesias, e dos suvenires, e das camisas de time de futebol, e tudo o mais. Pessoas vivem disso.

Por tanto... De onde vem a indignação?
Da falsidade. Das palavras que se ouve de quem você pensa poder confiar e descobre ser mentira. É como se a pessoa ignorasse que você tem alguma inteligência e então acha que pode ir por ai mentindo, manipulando e largando coisas sobre você achando que não haverão feridas. Pior é ver as pessoas que dizem ser tão “tr00”, fieis e descoladas, vendendo-se como prostitutas e fazendo musica que dizem, de boca cheia, não gostar.E tocar falando "oh, que belo trabalho eu fiz", praqueles a quem quer agradar. Essa hipocrisia que dá nojo, quando você nem sabe mais se pode acreditar nesta pessoa. A clara imagem do homem em uma trama, fazendo um papel que não seu “eu”, só pra ter no mundo algumas regalias, fingir ser feliz na enganação dos que ilude.

Por fim... Em todo mercado, é assim:

“Existem os que vedem o que gostam e existem os que gostam do que vende”

Fato.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

A trilha

Tenho vontade de escrever um livro de amor.
Eu estou aqui e todo mundo já foi embora. Os poucos que ficaram tem outras trilhas garantidas pra seguir. Eu não. Eu parei aqui e nenhuma trilha construí.
O que eu fiz de mim?
Estou ficando pra trás.
Estou ficando pra sempre atrás de todo mundo?
E quando tento alcança-los, os ultrapasso. Então tento esperá-los. Mas por mais que tentemos, não conseguimos andar juntos. Mas não há graça em estar sozinho. Preciso achar alguém que ande no mesmo ritmo.
Mas, agora, parado, como acharei alguém? Quem vai ter força, querer ou ser capaz de me erguer?
Ninguém.
Devo eu me erguer por mim mesmo. Só assim avançarei e encontrarei um outro alguém que terá em si compatíveis intentos. Porquê parado só encontro sofrimento. Encontro gente parada, gente que desistiu. Gente fazendo mais daquilo que não queremos.
Parado sinto-me infeliz. É preciso me mover pra mudar isso. É preciso me mover pra levar alguém num ritmo junto comigo.
LMJ

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O outro lugar

Onde estarei
Não vão mentir
Não vão ter gerras, bastar crer e vir

Mil sóis nascer
Aos céus se erguer
Aonde o amor vai estar...

Escuridão...
Guerra e ilusão
Trilhando o ódio merge a ambição...

Uns a morrer
uns a fugir...
Busco onde o amor vai estar...

Além do mal, além das guerras
além da escuridão

Vai estar...

Além do céu, além do mar,
em seu coração

Vai estar...

Além da dor, das intrigas
e da solidão

Vai estar!

Basta crer, basta vir,
pegar minha mão!

Acreditar! Sentindo a chuva cair
Enquanto eu canto a canção que descerá os céus
E estas não serão mais palavras ao léu...

Eu vou estar!
(onde a paz está)
Nos limites
(e eu vou te guiar)
do arco-íris!

E eu vou te levar
basta acreditar/
pro 'outro lugar'...
Leonardo Misseno Justino


Versão em protuguês pra letra de "Waitting on the other side" (Carroussel Chaciine).
Digam suas opiniões. Eu, dono do negocio, não dei uma nota alta não. .-.~

domingo, 23 de agosto de 2009

Sem verborragia

Minha verborréia está em fraca, uma baixa tremenda e não consigo fazer um texto pra descrever o pensamento.

Existem milhares de palavras e pensamentos por se concluir, numa vontade de dizer sem querer ou achar poder. E tudo numa cabeça confundida por ter que ver o lado positivo, por aquelas que estão ocupadas demais pensando em tudo que é negativo. E com razão.

É dificil dizer "está tudo bem", quando você sabe "está tudo uma bosta". Mas alguém tem que usar a razão... Não?

Isso como se eu fosse o senhor razão, pq se for fazer um bom saldo, estou mal no quesito.

Deixa isso pra lá. Sinto saudade da minha verborragia. Era algo meio protecionista.

sábado, 22 de agosto de 2009

Perfil do Orkut

Ark...

Como sou? Um cara de falar pouco.

Sou gentil com quem merece minha gentileza, às vezes até com quem não merece. Prezo a justiça. Não sou perfeito, mas faço minha parte e respeito quem faz a sua.

Canto, arranho um violão e componho.

"Faça o bem, mas esteja bem, pois não há bem de quem só o mal tem." - by eu mesmo, gostou?

Com algumas coisas pessoais, algumas musicas e poesia, eu mantenho um blog. Se for do teu interesse, procura "Leonardo Misseno" no google, que você me acha.

Ou clica aqui: http://arkqualquereu.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/ArkDG

-----------------------------

Oração Guns N' Roses

Guns nosso q estais na terra,
santificado seja o vosso Axl
venha a nos o show inteiro,
seja feito Solo a vontade,
assim ao vivo como em estudio.
Guns nosso de cada dia nos daí hj,
perdoai as nossas loucuras,
assim como perdoamos a demora do Chinese Democracy,
e não nos deixe cair nas mentiras da MTV,
mas livrai-nos do pagode, amém.

-----------------------------

Hero
Mr. Children

Por exemplo, se eu fosse capaz de salvar o mundo
em troca da vida de alguém
eu sou um cara que iria esperar
por outra pessoa para fazer o serviço

As vidas destes que amo
me transformaram em uma pessoa fraca

Quando eu era jovem eu copiei
tudo e mais um pouco
Não é como se eu tivesse sentimentos
para serem eminentemente admirados
mas eu quero ser um Heroi
Apenas para você, a única
Se você está para tropeçar ou cair
Eu irei delicadamente te estender a minha mão

Para fazer um filme ruim excitante,
vidas são facilmente jogadas fora
não é isso, o que queremos
é uma luz repleta de esperança

Uma mão menor que a minha segurando-se em mim
Dissolve tudo que está estagnado em meu coração

Existem muitos tipos diferentes de temperos
preparados por todos
para apreciarem profundamente todo o encanto da vida
Eles podem ter gostos fortes
ou serem amargos algumas vezes
Eu quero estar do seu lado
quando você comer a ultima sobremesa
com um sorriso no rosto

Com o tempo passando tão conturbadamente
Eu provavelmente me tornei um adulto
Eu não estou triste ou nostalgico
É apenas o fato de que tudo se repete dessa forma
Sim, como isso tem se repetido
É agradável, é querido

Eu quero sempre ser um Heroi
só pra você, a única
Eu não estou mistificando
Não há mais segredo nenhum entre nós

Mas eu quero ser um heroi
apenas para você, a única
Se você estiver para tropeçar ou cair
Eu irei delicadamente te estender a minha mão

-----------------------------

Os tolos e os fanáticos estão sempre seguros de si, mas os sábios são cheios de dúvidas.




O que é isso?
Um amontanhado de palavras pra dizer algo bom de você que, normalmente, ninguém lê. No meu, estão um texto que demosntra bastante da minha personalidade e humor sarcástico e volátil; Uma amostra da minha devoção à uma banda; A letra da musica da minha vida; E um pensamento no qual tento me inspirar pra não me afogar no completo vazio da minha alma, diante das desilusões que a cercam.

E por muitas vezes quero apagá-lo/esconde-lo. Mas então seria fraqueza. Num momento de fraqueza, eu apago. Mas eu me arrependo, ponho de volta. Não devia ser assim se eu sei que ia voltar. Por isso lutar contra a fraqueza... porquê isso não passa de carência, um pedido por atenção. É render-se, impotente, à emoção.

sábado, 15 de agosto de 2009

Sobre nada

(obviamente, sou o de óculos)

A lista de composições da Carroussel Chaciine, que vocês poderão (ou não) ouvir algum dia.

01- Behind our eyes (Rafael, Diego, Ark)
02- Authumn leaves (Ark)
03- My right 'to be' (Ark)
04- Vegeance (Ark)
05- Jayne 'No Heart' (Ark)
06- Wild girl (Ark)
07- We (Daniel, Ark)
08- Waiting on the other side (Ark)
09- Lies (Ark)
10- Crash your head over the floor (Ark)
11- Mary and Jayne (Diego, Ark)
12- Welcome to the hell (Daniel, Ark)

Hehe~ just passing by.
Surgiu curiosidade sobre alguma?

Dedicado

Não couberam em outros poemas
palavras que servissem pra você
Um novo, desde o começo
Eu tive que te escrever

Pra falar de como é linda
Pra dizer como é simpatica
Dizer como é especial
E como é mágica

Pra dizer que, tudo bem
Tudo vai ficar legal
Vá em frente, que te quero bem
faço o que for pra não te ver mal

Uma garota que palavras não explicam,
uma cabocla que me tem em seus feitiços,
por ou sem querer.
Epecial é você.

E impossivel seria terminar esta carta
Sem no final as palavras dizer
Que o orgulho vê; o coração mata
No fundo, se verdade, amo você.

Mas num lance, após o final
'Pós-pistola' pra dizer
que nem este, com estas palavras
não são o bastante pra você

Pra prometer, numa outra data
Talvez melhor te conhecer
E dizer, com a certeza
Se definitivo é esse... (pra dizer de amor)

ou se outro pode ser.

Leonardo Misseno Justino
p/ alguém na chuva

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Nuvens Rosas

Como bom compositor brega que sou, essa é uma de minhas musicas favoritas, escritas e gravadas sem base musical, pq na epoca estava sem violão... e pq nunca tiraria essa melodia nele. xDd

A musica se chama Nuvens Rosas, e partiu da idéia de usar essa palavra e a palavra "Baby" incessantemente (e eu nem escutava Cazuza nesse tempo), e eu gostei muito do resultado. Não sei se é reciproco de quem ouve, mas eu gosto. Trouxe só a letra. Talvez um dia grave e deixe aqui com violão.

Vou nessa, to só atualizando. Fui


Nuvens Rosas

Baby, eu não quis te machucar
Pois tu é como um sonho lindo
Do qual eu não quero acordar

Baby, por você eu desistiria
Eu deixava pra lá o que eu queria
Pois meu maior prazer é te satisfazer

Onde quer que seja
Na cama ou na mesa
Seja em nosso quarto
Ou no elevador, no décimo andar
Pode ser aqui,
Pode ser quando quiser
Ou se nem esperar

Eu paro tudo, tudo, tudo
Paro por você
Eu paro tudo, tudo, tudo
Só pro teu prazer
Porque o teu prazer é meu
E eu não quero lhe ver chorar

Eu faço tudo, tudo, tudo
Tudo por você
Te mostro o mundo todo
De um lugar que você nunca viu
Te levo pra voar em nuvens rosas
Só pra de alegria lhe fazer chorar

Amo você...

Baby, eu queria lhe dizer
que você me faz tão bem
E não sei como esconder isso de você

Baby, nunca mais diga-me que não
Não me ama ou não me quer
Pois se não fosse assim, porque me usar mulher?

Onde quer que seja
Na cama ou na mesa
Seja nosso em quarto
Ou no elevador, no décimo andar
Pode ser aqui,
Pode ser quando quiser
Ou se nem esperar

Eu paro tudo, tudo, tudo
Paro por você
Eu paro tudo, tudo, tudo
Só pro teu prazer
Porque teu prazer é meu
E eu não quero lhe ver chorar

Amo você...
Leonardo Misseno Justino

Caras como eu

Eu sou do tipo de cara que se move por emoção... Cuja a razão ainda é aquilo que controla cada passo, mas que a emoção guia sem precedentes.

Me considero sensivel... ao mesmo tempo que sou duro. Sei que me importo muito com as pessoas de quem gosto. Sei que gosto de pessoas, mas pondero no sacrifício por elas. Meu amor próprio é minha salva-guarda, e fazer o que gosto é o que faz meu amor próprio existir.

Sim, é algo assim. Sou um ideologista, enfim.

E meus amigos continuam a insistir: "Garotas não gostam de caras assim."

Bem, tudo bem... se eu gostar de mim. ^^

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Pernas

E estas pernas?
Eternas...
deveras sinceras
que me acertas
na cara!
Um nocalte
Arrebatador

Olha essas coxas,
de moça
durinhas!
'hermosas'!
cheirosas,
que fazem caminho pro amor

E estes pés?
Que pés!
são lindos,
pequeninos,
bonitos,
carregam teu corpo
sob o salto de bico,
por todo caminho
Que dor!

Estes dedos...
perfeitos!
Massageio,
sem medo,
beijo as pontas,
gracejo,
acaricio
as raizes, da'minha flor

E te beijo,
desejo!
teu seio,
alento!
Me abraça!
teus braços,
me dá teu calor

Oh docinho,
refuta?
Mas com os ouvidos
me escuta
E sabe mesmo,
lá no fundo,
do meu desejo
e do meu amor.
Leonardo Misseno Justino

Sentimentos mudam

Eu estou com um desconforto foda nas costas hoje, acho que aquela cadeira do escritorio tá me destruindo. Vou acabar ficando corcunda, melhor começar a praticar algum esporte... Tava pensando em voltar pra academia. Pode ser uma boa.

Sobre o tema... O passado nunca deixará de ter existido, nunca terá sua diferença menosprezada. As pessoas e sentimentos que passaram por minha vida, são lembradas com toda sua importância em meu coração. Aqueles que me feriram, aqueles que me ergueram, aqueles que me suportam, aqueles que amo...

Isso era sobre algo que queria dizer... sobre mudanças e pessoas que nos fazem mudar. Mas eu só consigo dizer isso... Talvez culpa da dor terrivel bem no meio das costas... D=
Talvez o sono de quem tem dormido mal, ultimamente, por pensar demais...
No final, a gente se sente bem quando acha alguém especial, que se importa conosco. Estas pessoas fazem as tempestades passarem...

Fora os problemas que tenho tido de resolver, meu coração está tranquilho de novo. Não que os sentimentos tenham se dissipado, eles sempre existirão. Mas uma conciência maior mostra o caminho certo... E um sentimento se reconstroi... e uma motivação pra rir de novo.

Eu acho... Mas... Quê dizer do coração, se o coração é bicho tão confuso? Quê dizer do amor, se é ele sentimento tão amplo?

Digo apenas que algo agora me faz bem. E este algo, eu quero bem.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Cantando Dune



E pensando em parar com isso.

Dune (tradução)

Mais uma vez a cidade de areia espera a noite chegar
Silenciosamente, a festa começa sob a lua

Desordenadamente, a conduta desaparece com as pegadas
Sem fôlego, o casal sorri

Uma voz cantante alegre espalha-se pelas dunas
Ela conta sua história distante e amplamente, sem ninguém notar

Desordenadamente, a conduta desaparece com as pegadas
Sem fôlego, o casal sorri

Iluminados pela lua, eles fecham seus olhos e gentilmente se deitam
Suas formas continuam mudando e quebrando
E o sono os chama

Iluminados pela lua, eles fecham seus olhos e gentilmente se deitam
Suas formas continuam mudando e quebrando
E o casal se transforma em areia

A voz cantante vem a parar e a lua começa a desaparecer
Ainda há pessoas na areia...

Mais uma vez a cidade de areia não tem conhecimento do amor
Silenciosamente, a festa começa sob a lua

Desordenadamente, a conduta desaparece com as pegadas
Sem fôlego, o casal sorri

Iluminados pela lua, eles fecham seus olhos e gentilmente se deitam
Suas formas continuam mudando e quebrando
E o sono os chama

Iluminados pela lua, eles fecham seus olhos e gentilmente se deitam
Suas formas continuam mudando e quebrando
E o casal se transforma em areia
L'arc~en~Ciel

Please... a little less conversation.

Eu odeio chegar à conclusões, por quê na maioria das vezes concluo que estou fazendo algo completamente errado. Como as utimas que tenho tido.

Ai você diz que seria uma boa hora pra mudar as atitudes, então, afim de corrigir os erros. É, é o mais sensato. Mas algumas coisas influenciam demais: as coisas já feitas, e não fica tão facil mudar de uma hora pra outra ou de aceitar em si memso as mudanças. De repente pode parecer muito estranho...

Quer ser feliz? Pense menos... fale menos... faça mais. É isso. É o que todos dizem.

O mundo só depende da gente. Nós somos nosso mundo.
Ok... dera fosse assim...

Anyway, eu acho que preciso ouvir mais minhas conclusões ou, então, filtra-las direito. Não temos todas as respostas e às vezes nos enganamos em nos enganar...

Preciso ser mais direto...

Quer saber, esse post só me fez concluir que estou confuso. :/
Uma atitude? Menos conversa...

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Impagável: Anabela de Malhados, A Portuguesa


*rindo incontrolávelmente - incapacitado de comentar*

PS.: Depois de tanto rir, a cerotonina vai pro espaço, dá aquela tristeeeza... Mas é só assitir de novo! HAuHAUH!! PORTUGUESA BURRA! HAUhAUhUAHuAHUH!! *morre*

Deixe

Deixe as pessoas conhecerem você
Pois se não deixar
Elas não poderão gostar de você
E se não deixar
Elas não poderão odiar você
Mas se não te conhecerem
Não terão o que pensar de você
Então não poderão pensar em você...
Não poderão lembrar de você...
Se você não for você.
Leonardo Misseno Justino

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Mais um ano de vida

Faz o que? Uma hora que passou.

Eu senti sono muito mais cedo, mas não consegui ir dormir por causa daquela sensação de precisar de algo. E ficar pensando neste algo tão ternamente sempre é tão... sem descrição. Pena que não adianta de nada pensar tanto.

Acabei de sair do msn, depois de voltar lá e não ver. Mas fechei assunto com pessoas e cá estou, tentando fechar minha noite. Alguém me explica porque o coração da gente é assim?

Hoje eu também cheguei a conclusão que há coisas em que sou negação e uma delas é paquera. hauhau~ Minha ingenuidade e sinceridade classicas me derrotam. Mas eu acho que não sou de todo um mal partido, hm?
Elas sabem...

E com vinte anos, nada parece ter mudado. Na real, nem teria porquê. Mas eu nunca me acostumei com o número 19, mesmo, então acho que agora vai ficar mais facil falar a idade.

Fiquei muito feliz com o número de pessoas que me parabenizaram hoje e o numero de pessoas que me procuraram pra saber do meu dia. Pra mim, tenha certeza, foi diferente... Meus aniversários nunca contaram com muita gente, ou se quer lembravam na maior parte das vezes.

No resto, foi um dia como outros. Apesar do stress da manhã, tudo caminhou pro relax. Só queria conseguir dormir, agora. Talvez ligue um Jovem Nerd pra escutar, e tente dissipar as coisas da cabeça. Pena que apesar de todas as coisas que tem me acontecido, só penso em uma com amor de verdade. Mas tenho que viver, hm? Nem sempre temos o que queremos, e nem sempre o que queremos é o melhor pra nós e vice versa.

Uma conversa com uma amiga, hoje, explica bem... uma frase que ela usou sobre "desistir" e "amar", cuja a qual só pude reagir com... "pois é". (tive que abaixar minha cabeça)

Aliás, muito estudo pela frente. Surgiu uma oportunidade impar no meu caminho, que eu tenho que agarrar. Ah, preciso de forças! Falar e falar não vai adiantar, atitude é o que nos põe lá. Uma parcela de sonhos estão encaminhados...
Vamos com tudo?
Vamos. :)

No mais, vou indo nessa. Papo subjetivo abeça, esse.
Maybe, só pra mim entender.

Fui~

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Mais que isso



Eu não vou gostar de você porque sua cara é bonita
O amor é mais que isso
O amor talvez seja uma música que eu gostei e botei numa fita
Eu não vou gostar de você porque você acredita
O amor é mais que isso
O amor talvez seja uma coisa que até nem sei se precisa ser dita

Deixa de tolice, veja que eu estou aqui agora
inteiro, intenso, eterno, pronto pro momento e você cobra
Deixa de bobagem, é claro, certo e belo como eu quero
O corpo, a alma, a calma, o sonho, o gozo, a dor e agora pára

Será que é tão difícil aceitar o amor como é
E deixar que ele vá e nos leve pra todo lugar
Como aqui

Será melhor deixar essa nuvem passar
E você vai saber de onde vim, aonde vou
E que eu estou aqui

Ana Carolina & Chico Cesar

sábado, 25 de julho de 2009

Ganhar

Te perdi no momento em que nunca te ganhei
E as coisas que sonhava contigo, só eu acreditei
É uma pena que assim tenha sido
Pois era tudo aquilo tão perfeito e tão lindo
Até demais pra ser real
Mas eu não vou deixar isso me fazer mal
Algum dia, na vida, nossa história pode ser legal.
Leonardo Misseno Justino

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Não Amo Ninguém

Barão Vermelho

Eu ontem fui dormir todo encolhido
Agarrando uns quatro travesseiros
Chorando bem baixinho, bem baixinho, baby
Pra nem eu nem Deus ouvir
Fazendo festinha em mim mesmo
Como um neném, até dormir

Sonhei que eu caía do vigésimo andar
E não morria
Ganhava três milhões e meio de dólares
Na loteria
E você me dizia com a voz terna, cheia de malícia
Que me queria pra toda vida

Mal acordei, já dei de cara
Com a tua cara no porta-retrato
Não sei por que que de manhã
Toda manhã parece um parto
Quem sabe, depois de um tapa
Eu hoje vou matar essa charada

Se todo alguém que ama
Ama pra ser correspondido
Se todo alguém que eu amo
É como amar a lua inacessível
É que eu não amo ninguém
Não amo ninguém
Eu não amo ninguém, parece incrível
Não amo ninguém
E é só amor que eu respiro
Cazuza / Roberto Frejat / Ezequiel Neves

terça-feira, 21 de julho de 2009

Poema caralhístico! (tenho orgulho de ser amigo desse cara AHuHAUHA!)

Venho com imenso prazer aqui, no blog, prestar tributo ao Gigante Gentil, meu grande amigo de msn e discuções filosóficas sobre a decadência da sociedade: Diogo Fou Loo!

Eu não faço idéia de a quanto tempo o conheço, mas sei lá, me indentifico demais com esse cara. O terceiro membro do "Triangulo The Bestico" dos paulistas, fui noticiado de sua existência ainda antes de conhece-lo, quando Tiu Beck me contou sobre um amigo que não conhecia a gente e devia ser homenageado em uma história que eu escrevia. xD

Num belo dia de sol, eis que surge o tal do Fou Loo, tão citado, que carismaticamente se tornou integrante indemissível da família que tinhamos naquele fórum. Com o tempo fizemos amizade e sou sincero ao dizer que admiro pacas esse cara e gosto demais de conversar com ele.

Hoje ele está apaixonado. Owwwn~ S2
E eu o acompanhei durante toda a tragetória, com conselhos que trocavamos sobre nossos casos e conversas sobre a vida. xD
É engaçado pensar que dentro desse glutão há um coração tão grande e amoroso, e generosidade tamanha. É como um personagem caricato de alguma especíe de historia mítica. Mas ele é de carne osso! E me encanta tê-lo presente em minha vida. =)


Torço com todas as minhas forças por você, Fou Loo. Em todos os quesitos da vida. Espero que possamos sempre nos comunicar e ser amigos, e nos encontremos felizes no futuro. =)

Esse poema abaixo foi a declaração do Gigante Gentil à sua amada. Eu achei fodasticamente foda e precisei pôr aqui. Claro que com sua permissão, que eu agradeço, porquê isso tem que ser disseminado. xD

Las palabras de un hombre! o.õ


FEEL THE POWER!

Batatinha quando nasce
esparrama pelo chão
Chão rima com coração
mas a Rha vai axar que eu não tenho imaginação

Uma carta perdida
doce donzela desesperada procurava
meu departamento adentrou
e assim que me olhou
me hipnotizou

Agora namora um retardado
mas sabe que o melhor dos retardados
esta na sala do lado
Acho que deveria falar sobre o céu,
mas só consigo rimar isso com papel
e também com Manoel
Então é melhor não lançar uma rima ao léu

Não sei escrever versinho
e odeio escrever com inho
mas só isso poderia rimar com seus zoinho
Agora acha que sou um ogro
Mas sei que, de alguma coisa que escrevi aqui, ela riu
e ainda mais do final que não rimou com nada!
Diogo Mendes
Gigante Gentil

PS.: Já disse que amo a simplicidade e a naturalidade dos verdadeiros sentimentos humanos. Felicidades a todos os enamoraos deste mundo, que se dissemine o amor. ^^

Preciso dizer que te amo (video)



Acho esse video tão espetacular, que resolvi guardá-lo pra usar algum dia aqui no blog. Como eu to sem idéias pra posts e queria atualizar logo, cá está. Espero que amem. ^^

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Ontem foi o Fire'nds

Ahnn... trocadilho interno... (bem interno)

(Zoação no onbius. Galera sempre caosando. xD)

Ontem foi o Friends, como se esperava. E não. Nunca tive grandes espectativas do evento. Mas esse ano não foi de todo ruim, foi até o melhorzinho de todos. Há seus contras, mas eu curti num geral. (ah, poupe-me, eu gosto de olhar o lado bom das coisas pra variar)

Esse ano não teve tantos momentos entediantes como os demais. E havia uma amiga muito especial junto, e um laço maior de amizade com os colegas que foram. De verdade, foi o AF mais natural que já tive. É engraçado dizer isso... bizarro até. Mas foi.

(galera na fila)

Comprei também mais coisas que de costume com muito menos dinheiro. AHuHAuHA

O AF do ano passado rendeu uma historinha legal sobre coisas que vi lá. Mas foi um AF diferente. Legal que cada AF eu posso catalogar de uma maneira bem diferente. O AF do ano passado eu fiquei a maior parte do tempo sozinho, perambulando. Também foi legal, se for ver que vi coisas incriveis, como aqueles cantores do animekê. Esse já foi um AF mais confraternização e compras.

(Bomber, Humberto e o "Doppleganger" :x)

Aliás, a confraternização deveria incluir alguns amigos de sampa que ser quer foram. ¬¬
Vacilões. HHAUhUA

Mas fica pro Dreams, ou pro próximo ano.

As duvidas na cabeça, os pequenos desgostares... e outras coisas... vou relevar. Senão não vivo.

sábado, 18 de julho de 2009

Herói



Por exemplo, se eu fosse capaz de salvar o mundo
em troca da vida de alguém
eu sou um cara que iria esperar
por outra pessoa para fazer o serviço

As vidas destes que amo
me transformaram em uma pessoa fraca

Quando eu era jovem eu copiei
tudo e mais um pouco
Não é como se eu tivesse sentimentos
para serem eminentemente admirados
mas eu quero ser um Heroi
Apenas para você, a única
Se você está para tropeçar ou cair
Eu irei delicadamente te estender a minha mão

Para fazer um filme ruim excitante,
vidas são facilmente jogadas fora
não é isso, o que queremos
é uma luz repleta de esperança

Uma mão menor que a minha segurando-se em mim
Dissolve tudo que está estagnado em meu coração

Existem muitos tipos diferentes de temperos
preparados por todos
para apreciarem profundamente todo o encanto da vida
Eles podem ter gostos fortes
ou serem amargos algumas vezes
Eu quero estar do seu lado
quando você comer a ultima sobremesa
com um sorriso no rosto

Com o tempo passando tão conturbadamente
Eu provavelmente me tornei um adulto
Eu não estou triste ou nostalgico
É apenas o fato de que tudo se repete dessa forma
Sim, como isso tem se repetido
É agradável, é querido

Eu quero sempre ser um Heroi
só pra você, a única
Eu não estou mistificando
Não há mais segredo nenhum entre nós

Mas eu quero ser um heroi
apenas para você, a única
Se você estiver para tropeçar ou cair
Eu irei delicadamente te estender a minha mão
Mr. Children


sexta-feira, 17 de julho de 2009

Paz aparente

Uma névoa de falsa harmonia paira no ar. É como se de repente tudo tivesse sido esquecido, os problemas, as desavenças, as intrigas... como se amigos voltassem a ser amigos. Mas...

Amigos de verdade são assim: brigam! mas logo se reconciliam. Mas amigos de verdade... Bem, amigos de verdade se defendem. E você não quer o mal de um amigo de verdade. No máximo uma distância e que ele "aprenda". Você não quer puxar o tapete do amigo de verdade, nem planta futricas sobre ele. Aliás, já falei que futrica é uma coisa extremamente infantil e que odeio isso?
Homens de verdade se resolvem. Pedem opinião, claro! Mas se o caso for, se resolvem nem que seja na porrada.

Homens de verdade... amigos de verdade... Well, eu não sei dizer se é o caso. Sei que não de hoje isso me incomoda. Não tem me deixado feliz. Atualmente é com quem me sinto a vontade, pois compartilhamos interesses e temos jeitos de interagir compatíveis. Mas cara, eu não suporto mais toda essa falsa paz.

Eu não tenho muita escolha. É dificil confiar em pessoas dessa maneira. Mas a vida é assim. Me lembro de uma conversa rescente com Diogo Fou Loo em que e discutíamos exatamenente essa cina huamana de querer pisar nos outros e manipular um jogo como se para apenas ter o prazer de estar por cima um do outro. Ridiculo.

Sou mais viver minha humilde simplicidade. Sei que fazem piadas de mim, mas sei que a maior parte não provoquei. Sei que mentem sobre mim. Sei dos meus defeitos. Sei da minha razão. Sei das minhas atitudes e rezo que sejam sempre regradas pelo bom senso. Sei das minhas fraquezas...

Sei que o mundo é cão... Mas às vezes isso me irrita tanto e então eu finjo que não sei. Quando consigo, sou feliz. A mentira às vezes é o unico remédio. Mas nada como um abraço, só um abraço, pra servir de prova que neste mundo você conquistou alguém pois tem qualidades. Sentir que existe alguém que realmente se importa e admira você.

Mas sempre tem os que dizem: Fodam-se os outros, ame-se primeiro.

Sim, sim... é necessário se amar. Mas não vivemos sozinhos neste mundo. Ou vivemos; quando não querem nossa companhia. Vai ver que é por isso que as pessoas tendem a ser falsas.

Hm...

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Sobre o passado e o presente e o futuro

Queria ser um idiota despreocupado de novo. HAuHAUhAUHAHA~

Droga. Tantas crianças a minha volta. Fico pensando se não sou a maior delas. Não vou tomar partido de pessoas erradas. Deixe que elas se acabem.
Tá, estou agindo como um egoísta que não precisa de ninguém. Hoho~ Talvez seja isso.

A cabeça não ajuda. ~

Blá~

Te quero demais...

Às vezes penso que sou um caso perdido, do tipo que não aprende. Algumas atitudes minhas me surpreendem. Mas eu acho que quando é forte demais, é realmente dificil lidar com isso.

Outra vez, pensei no que seria a cobiça, ou a inveja, o ciumes, ou o que o valha. Fiquei pensando... nada mais do que os velhos termos já pagos aos dicionários. Minha cabeça estava improdutiva. Tem dias que minha filosofia falha miseravelmente... talvez todo dia.
Mas é que normalmente procuro entender aquilo que venho a sentir, pra poder esquecer. É algo como emular a filosofia da psicanalise e do freudianismo; quando você conhece a razão do medo, você consegue vence-lo. Medo?

Anyway... Esse poema é outro... ao lado de tantos...


Te quero demais...

Eu quero ser mais do que 'aquele menino',
virar tua vida do aveço!
Virar, que eu nem me reconheço!
Roubar da tua boca um beijo

Te ter essa noite num golpe, um açoite
Tomar-te na sala de estar!
Viajar no teu corpo, beijar-te com gosto
Fetiches teus realizar

Levar-te daqui pra mais perto de mim,
mostrar meu amor, te fazer feliz!
Levar-te em meu colo por todo caminho
Te ter do meu lado, nunca mais sozinho!

Mudar! o teu mundo
Inverter! nosso jogo
Desvendar! os segredos
Que guardas nos confins do teu corpo (sem medo!)

Eu quero teu amor e ter o seu fascínio
toma-la pra mim, ser teu vício!
Amante perfeito que lava teus medos
ser felicidade, o teu grito!

Ser sonho que teve pra manhã de sol
na noite em que estava dormindo
Ser cor no teu olho, ser o seu farol
te ver todo o sempre sorrindo

Entrar no teu coração!
Ser tua fé e tua paixão
Ser fiel, te fazer mulher
Ser só teu pro que der e vier!
Até o dia...
Muito mais... do que Deus quiser.
LMJtoNC

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Musicas pra se escutar (17)

AC/DC é AC/DC, e não há palavras que expressem isso melhor. Bon Scott, é Bon Scott, e não há palavras que experessem isso melhor. Então sem fazer conversa fiada, vou pôr minha musica favorita deles aqui pra vocês. ;P

Beating Around The Bush (tradução)

AC/DC

Rostinho sorridente e olhos amorosos
Mas você continua me contando tantas mentiras
Como você pode esperar que eu acredite?
Querida eu não nasci ontem
Baby eu dirijo meu olhar a você
Mas você faz todas as coisas que eu quero que você faça
Pare com esse choro e enxugue suas lágrimas
Eu não sou um moleque

Você pode me jogar pra esquerda
E você pode me jogar pra direita
A maneira que adotamos esta noite
Conversa fiada

Gostaria de saber o que se passa na sua cabeça
Por que você está sendo tão indelicada?
Lembre-se daquelas noites que você passou sozinha
Falando ao telefone
Estive pensando em você fazendo sexo comigo
Você me disse que sentia a mesma coisa
Você me disse que me amava também
Diga-me garota, o que há de errado com você?

Eu falava de passaros, você falava de abelhas
E ele estava aos seus pés
Conversa fiada

Você é a mulher mais futil que eu já cheguei a conhecer
Paus e pedras não quebrarão meus ossos
Eu sei o que você está procurando
Você comeu seu bolo, você quer mais um pouco
Eu vou te dar somente mais uma chance
Tente salvar nosso romance
Eu vou fazer tudo que cabe a mim
O resto é com você

Você pode mastigá-la
E você pode cuspi-la
Deixe-a mostrar seus sentimentos
Conversa fiada.
Bon Scott

terça-feira, 14 de julho de 2009

Musicas pra se escutar (Cazuza 4ever)



Maior Abandonado

Cazuza

Composição: Cazuza e Frejat

Eu tô perdido
Sem pai nem mãe
Bem na porta da tua casa
Eu tô pedindo
A tua mão
E um pouquinho do braço

Migalhas dormidas do teu pão
Raspas e restos
Me interessam
Pequenas poções de ilusão
Mentiras sinceras me interessam
Me interessam, me interessam

Eu tô pedindo
A tua mão
Me leve para qualquer lado
Só um pouquinho
De proteção
Ao maior abandonado

Teu corpo com amor ou não
Raspas e restos me interessam
Me ame como a um irmão
Mentiras sinceras me interessam
Me interessam


Migalhas dormidas do teu pão
Raspas e restos
Me interessam
Pequenas poções de ilusão
Mentiras sinceras me interessam
Me interessam, me interessam

Estou pedindo
A tua mão
Me leve para qualquer lado
Só um pouquinho
De proteção
Ao maior abandonado

Cazuza

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Porquê o cara merece uma citação

Genial

Rejeitado

Ser rejeitado por uma banda porque suas atitudes são agressivas demais para o modelo modinha que o mercado tem instituido? Mesmo assim ter sua performance vocal elogiada?
Cara, eu me sinto foda. =D

HAuHAUHA~ Non sense...

Já fui convidado a me retirar de uma banda por ter um gosto muito em descordo para os padrões barulhentos sustentados por uma tribo metal-core/screamo. Agora ser rejeitado por ser do mal demais, é simplesmente ser o cara. Eu estou no meio termo da perfeição: Nem barulhento como um demonio anti-musical, nem ridiculo, como uma banda de emos. Faço rock como é o rock. \o/
Sou do hard, do heavy e do blues. \o/

Tá, eu to pagando um pau desgraçado... ahuahuaha

MAS! Vocês irão implorar por autografos meus um dia! HAuHAUHAuHA!!

Tá, parei. Voltemos à programação normal.

*Ark um pouco amalucado~ deve ser culpa da hora.

Pra comemorar, musica do meu herói:


PS.: Admito, não é legal ser rejeitado... Estou com o orgulho um pouco ferido.

Jogo de Anjo

No céu da minha noite
Fizeste o meu dia
Surgiste tal um anjo
A estrela mais linda

Cabelos de fogo
E cheia de vida
Uma fada de contos
Uma santa aguerrida

Seu olhar luminoso
me guiou às tercinas
Aos versos mais curtos
e as dóceis agonias

Num poema de quadras
transcrevi o que sentia
tamanha admiração
Imensurável alegria

Enquanto descia
Seu canto eu ouvia
Por onde que estavas?
Porque te escondias?

Oh, anjo de fogo
Me encante de novo
Cative este sonho
Me põe no teu jogo.
Leonardo Misseno Justino