segunda-feira, 31 de março de 2008

HAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Ando capinando muito.

sábado, 29 de março de 2008

Mê dê Razões

Escrever mais o quê?
E por quê?
Pra que escrever?
Se ninguém Lê

Sinto raiva de você
Sinto raiva de mim mesmo
às vezes eu rezo, confesso
Sem respostas dos porques
Por dias melhores
Pelo fim do sofrimento
Mas parece só vir dias piores
Cheios de falhas e enganos

Se for só por mim
Se é pra ser assim
Porque é a única coisa
Me responda o que quero saber

Antes que eu já não queira saber mais nada
Mais nada do que você queria me dizer
Pra justificar os seus enganos
E a gana por poder que me sufoca
Aceitarmos que erramos
Mas pra sua ignorância, bato a porta




P.S.: Hmmm... Poema já velhinho, que escrevi no começo do ano passado, se não me engano. Expressa um pouco do sentimento da maior parte das pessoas envolvidas com a arte de "escrever". Todos queremos ter nossas obras lidas. Queremos criticas. Mas sem ignorância, por favor.
Tem outro significados por trás desse poema. Descubram por si mesmos a sua própria forma de interpretá-lo.

Problemas a resolver

Então... Como diz o título, haviam problemas a resolver, e já resolvi um. (eeee!)
Arrumei o relógio. Nem era nada dificil. :P
Mas já que falei dele antes, resolvi dar uma satisfação final sobre isso. Por mais inutil que esta seja.

Sobre a musiquinha ali em baixo - que ninguém ouviu - ganhou quem adivinhou que quem estava cantando era eu. :D~

Pra vocês(?) que ouviram, comecem a pensar em que tipo de problema, meus colegas de banda devem ter pra me aceitar como vocal. hauhauaha~

Ainda falando em banda, vocês(?!) podiam bem que me ajudar... É o seguinte, a banda precisa de um nome. Mas não temos idéia de qual por. Tem até uma sugestão, mas ninguém quer que seja Rakuen. Era minha sugestão...

Se lhes(??) surgir alguma idéia bombástica, incrível, de bão, NÃO MONTEM SUA PRÓPRIA BANDA! Doem o nome para a minha, que com certeza valerá muito mais a pena!!

E ainda há outro problema... problemaço.
Os capitulos da GdS.Z circulam na TBM todo final de semana. Pelo menos 1 capitulo tem que haver. O problema é quando eu estou sem um pingo de imaginação, totalmente empty-brain, entende? Ai rola duas opções:

1. Deixar a GdS.Z esfriar, já que vai ser cortada a periodicidade comum de capitulos.
2. Criar um capitulo à força, nem que ele seja uma merda. (opção mais usada por este que vos fala)

Tudo bem... Eu vou ter que escrever esse cap hoje. Porquê hoje e não amanhã? Well... boa pergunta. Mas vou ter, é minha meta. Pode ser o capitulo mais jeguera da face da Terra, mas vai sair. Queria ter uma dessas 'pilulinhas'(?!) que Tolkien tomava pra escrever seus livros. PQP~
Ou aquela escritora do Harry Potter. Cacete, 700 paginas por ano... Será que eu sou capaz de fazer algo assim e que faça igual sucesso? Bah~

Acho que todos que atualmente tem alguma chance de acessar essa birósca sabe que a GdS.Z é algo que surgiu da "Guerra de Sites". E eu AINDA mexo nesse texto. Ele é muito bom, talvez fizesse algum sucesso com os fãs de Dragon Ball, Senhor dos Aneis e Harry Potter da vida. Agora, como irei lançar algo que não é definitivamente meu?

Pois observem... A GdS foi um conto iniciado por um moleque emo (Brokulyz), continuado por um carinha gente fina (Lun), ajudado por um negão que usa(va) pentiado blackpower (Tiu Beck), e um metaleiro que tem uma namorada imaginária (Biffe). Então chega para destoar um escritor de muito talento e este peste que vos fala. (respectivamente, Vitor Osíris e Leonardo Ark)
Como na época minha mente pipocava idéias, eu fui responsável por muitos dos capitulos e de algumas reviravoltas, personagens importantes e não tão importantes da série. Mas isso não muda os fatos:

1. da imensa participação de Osiris até o fim da quarta temporada (cuja qual o cap final original é dele. Eu apenas melhorei o que já estava pronto na reedição), sendo responsável por alguns dos melhores momentos da série toda.

2. a permanência de Tiu Beck até o final (inclusive o capitulo final é dele)

3. que o Brokulyz foi responsável pela idéia inicial da coisa (que não tem nada a ver com o que ela se tornou, mas ele que deu vida ao primeira cap, porra)

4. que embora ninguém saiba quem é esse ser humano, ou como achá-lo, que tenhamos perdido contato com ele há mais de 4 anos: Lunnatic Seiffer é uma peça importantíssima para o caminho que a GdS tomou! (postando até a metade da segunda temp)

5. que o Biffe, apesar de seus posts alá "cavaleiros do zodicaco" (ou seja, coisas muito sem noção, tentando ser épicas), colaborou muito com a GdS e tem tremendo amor por esta! Inclusive ia ser no nome dele que iamos registrar a história na primeira vez que pensamos nisso. (até pq ele era o unico maior de idade na época)

6. e que apesar de tudo isso... Eu ainda amo essa série, e ainda mexo e remexo nela, embora não seja minha, reformulando e corrigindo furos, com a esperança de um dia torna-la pública, para que todos apreciem as aventuras dos grandes amigos da The Best.

Pois a GdS pra mim é isso. A maior parte de seus personagens são membros do fórum, que foram adaptados para participar da série. Eu, Marle, Brokullyz, Biffe, Lun, Poney, Claus, Osíris, Gab, Anti-Flood, etc... Todos membros do fórum. É nossa aventura, nem que seja em sonho. Um pouco do sonho de cada um...

Bem, vou me retirando por aqui.
Por caridade, ajudem com sugestões de nome pra banda.

Obrigado por ler até aqui. Se é que alguém leu...

Fui.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Pra vocês sofrerem um pouco

Well, já que eu tenho que escrever um capitulo novo pra GdS.Z, mas não tô nem um pouco afim... mas mesmo assim vou escrever, vim lhes trazer uma musica! (tudo a ver, né?)

Só que há um detalhe... quero ver quem adivinha quem está cantando esta birósca. ganha uma rola no cú quem adivinhar. Minto, não vai ganhar nada. Mas o que vale é competir!

A musica é Flower, do L'Arc~en~Ciel. Ouça por sua conta e risco, é material perigoso e pode causar sérias conseqüências e deixar muitas seqüelas na sua mente.

Clique <- lá.

Hmmm... Algum sinonimo pra merda, ai?

Deixa eu responder!! "Minha vida", serve?

É... rapaziada... Aliás, onde eu peguei o maldito vício de falar rapaziada? E de terminar minhas frases com "Rapaz"... Ou começa-las... Rapaz, preciso parar com isso, já estou me cansando de mim mesmo. Esse post não tem conteúdo. Agora vocês não podem dizer que não estou seguindo o tema do blog.

Boa tarde a todos, na medida do possível. Pq meu dia já tá uma porcaria mesmo... E o relógio dessa porra de blog tá com problema... Vou ter que dar um jeito. DEPOIS! ...

segunda-feira, 24 de março de 2008

Liberte-me

Salve-me deste vazio que me consome
Salve-me deste vazio que me destrói
Traga-me um gole do remédio dos deuses
Traga-me o remédio para a felicidade dos homens

Já não sei quem sou e o que vivi
Se tudo que vivo sequer registrei
E as passagens de harmonia que achava viver
Eram apenas miragens que criei em mim

Meus sonhos foram tragados por uma estrela negra
Minha vontade de viver, por meus medos
Não sei por quanto tempo ainda agüento
Só quero que a dor desapareça

Cale o demônio dentro de mim
Cale a fúria no meu coração
Cale a raiva que eu sinto, então
Faça-me sentir feliz

Cale o vazio do meu coração
Cale os gritos, me livre da emoção
Cale a razão das mentiras
Sufoque-me até a morte, então

sexta-feira, 21 de março de 2008

Gripado, com dengue, ou com ataque de sinusite~

Well... A única coisa que sei é que não estou 100%. Tá, eu nunca estou 100%, mas agora estou muito abaixo disso. Nariz tapado, garganta incômoda, até meus sentidos estão piores. Claro, já tive crises piores, em que chegava a ter febre de 39º, mas isso não deixa de ser um pé no saco. Ontem de madrugada eu não dormi. X.x~
Essa madrugada sim... Mas pq fui retirado do meu quarto pra sala, pq minha camisa estava encharcada... *devia estar com febre*
E lá recebi tratamento de rei. Dai dormi bem...

Anyway, foi até oportuno não dormir na madrugada de ontem, pq eu tinha um trabalho a fazer. E foi o que fiz, ficou muito jóia, levei umas três ou quatro horas montando e revisando, e tava supimpão. Olha que nem era trabalho pra tanta preocupação. Ai surge o primeiro problema: Quando fui imprimir, reparei que só tinha UMA folha sufite, pra diversas paginas a imprimir.

"Ok... Calma, Leo... Vamos procurar!" - Após o termino da busca silenciosa pela casa cheia de gente rabugenta dormindo, em que se eu acorda-los, morro - "PUTA QUE PARIUUUUUUUUUUUUUUUU!!!" - Não achei.

Beleza... Vamos dormir.... tentar dormir... Faltam vinte minutos pra mim tomar banho, vestir-me e sair.... Mas vamos tentar. Ae quando a senhora acordar, eu peço a ela que me ache as MALDITAS FOLHA DE SUFITE DO INFERNO, caralho.

Ok... Até ai tava jóia. Eu fui pra cama, e consegui pelo menos relaxar. Dormir não. Mal deitei já ouvi aquela voz aterradora, que lhe avisa de manhã:

"Leeeeeeeeeo, tá na hooooraaa" - imagine a raiva que eu senti - "Leooooo... Cinco e vinte!" - Eram cinco em ponto. @¬@~~~~~~~

Tá Ok... Levantei na boa, nem havia dormido, não estava sentindo abstinência de cama. Quando estou dormindo é difícil eu levantar. Até porque estou dormindo... Isso ficou redundante... ignorem essa parte.

Então tomo lá meu banho, todo felizinho que vou apresentar meu trabalho e ganhar um dez (nerd-mor), e daí acontece o inesperado: Coloco as folhas douradas na impressora e a ligo na tomada para começar o trabalho de impressão. Até ai está tudo certo, o computador responde sem hesitar a todos os comandos. Só por ai, já é um milagre. Eu uso Windows. Não deu um erro durante a execução! Não nele... Mas a impressora só puxava um lado do papel... Ficava tudo torto, o outro lado não passava, coisa porca! Nem imprimir torta ele imprimiu! Jogava tinta fora, pq não tinha papel passando!

...

Impressionante...

Murph disse que nunca nada está tão ruim, que não possa piorar. É verdade. Eu tentei imprimir mais uma vez! No bendito quartel! Problema 1: as imagens que usei no trabalho estavam hospedadas na internet. O Pc do quartel não tinha acesso a porra da internet =______=
Segundo problema: Quando fui imprimir, adivinhem: Só tinha uma folha. E NINGUÉM se deu trabalho de me arrumar mais folhas de sufite. Mandaram eu me virar com aquilo ali mesmo. @_@~

Bem... Agora chegamos ao desfeicho desta historinha. Como todo bom conto, tem um final feliz. por mais que inesperado depois de tanta merda, mas é um final feliz!

O TRABALHO FOI ADIADO PARA SEMANA QUE VEM!

*insira aqui um cântico angelical*

Cacete, que sorte da porra. *-*´
Vou ter mais chances de enfrentar impressoras possuídas pelo capeta! Mais uma jornada celestial em busca do trabalho nota 10!

Aleluia irmãos!


Mas... ainda estou mal. Não sei se é gripe, dengue ou a minha sinusite. Sei que estou com o nariz tapado, e a garganta doendo. Pode ser até dengue. Se for é a milésima vez que pego essa porra. E ainda não fui contemplado com a hemorrágica, uma injustiça! Até é possível, pq o que não falta na merda daquele quartel é mosquito da dengue. E eu passo o dia inteiro lá, então já viu.

Bem, o post de hoje é só isso. Breve volto com algo que preste. ou não. Se vc leu isso até aqui, considere-se um ser muito entediado, pq ninguém em sã consciência seria capaz disso. Fora eu.

Até a próxima.

sábado, 15 de março de 2008

A inauguração de um Deposito de Lixo

Alguém já imaginou como deve ser memorável e brilhantosa a inauguração de um depósito de lixo?
Imaginem... Um recanto, um grande campo de terra, até então vazio, nenhuma casa a vista. Cara, terra virgem... Dava pra fazer mil coisas ali. Há alguns anos desativaram um lixão aqui e construíram um parquinho no lugar. O parque mais fedido do planeta, cercado de maloquinhas cheia de pobres coitados. Se não foram desapropriados por estarem enfeiando a paisagem!
Mas, voltando ao assunto, não. Aquilo está se preparando para comportar centenas de milhares de zilhares de sacos de lixo, urubus, gente pobre, doenças, mosquitos da dengue e fezes. Pense comigo... Tal destino merece uma cerimônia, cara? Por isso que eu me pergunto...

Uma cerimônia nesse caso deveria cair como uma piada de humor negro, sem brincadeira.

Alguém conhece o funcionamento de um Depósito de Lixo, aliás?
Acho que não... Eu também não sabia, até certo tempo atrás. Não se engane, eu não fui tentar a vida como lixeiro nem catador. Foi numa aula sobre reciclagem que deram no supletivo, que "aprendi". Falou muita coisa lá, inclusive disso, e das pessoas que "trabalham" mexendo lá no lixo e catando objetos reciclaveis (e "comida"). É uma vida perigosa, essa de catador de lixo. Enquanto eles tão lá na montanha de lixo procurando objetos que possam ser trocados por alguns centavinhos para pagar a pinga do dia, correm verdadeiros perigos entre os monstruosos tratores, caminhões e monstros do pântano, além do risco de se machucarem com cacos de vidro e seringas aidéticas. Não é uma vida fácil. Os tratores estão lá pra jogar terra em cima do lixo, pra esconder aquela belezura fétida. Pelo menos é o que diz na tal aula. Era uma video aula. Muito educativa por sinal.

Agora imaginem-se vocês aqui como no papel desses catadores. Porque é o papel de alguém que lê um Blog. Você vem aqui e presta-se a ler este monte de lixo, crendo que vai achar algo de valor no meio de tanta merda. Ou pelo menos os centavos pra pinga do dia. Está aflito, mas já deve ter pisado em altos cacos de vidro e quase já foi soterrado!

A idéia que quero passar é, caso você não tenha entendido: Um post em um blog pode ter conteúdo tão nocivo quanto a todos estes riscos. Porque observem, um Blog é um depósito de idéias. Podem ser geniais ou fétidas. E este é o post inaugurativo dessa merda. Então, se eu fizesse um post festejante, isso seria uma piada de mal gosto!

Entendeu?!

Acredito que não. Mas bem, eu não peço que espere muito disso daqui. Não tenho a intenção de - nem o talento para - fazer disso aqui um Blog cômico. Na verdade poderei estar intercalando entre posts expressando opinião pessoal sobre alguma merda de acontecimento... Muitas vezes de forma mal humorada... Ou transcrevendo meu poemas de emo profundos, pensamentos idiotas filosóficos ou postagem de viagens na maionese textos fictícios que escrevi. Leia por sua própria conta e risco.

Não estou comprometido em criar conteúdo. Apenas quero m espaço pra jogar minhas tralhas, que não seja esse fórum: THE BEST (visiiitem!!!~)
Até porque ninguém merece suportar isso por lá. Você merece. E gosta, senão não tava lendo, né safado?

A partir daqui, iniciasse uma nova saga. O depósito de lixo está aberto. Que entrem os caminhões.